21.6.10

Informações (VI)

9 comentários:

edt disse...

http://rateyourmusic.com/list/Altair82/editoras_portuguesas

- Camouflage - editora fundada pelos elementos dos Cello. Estou-me a lembrar de uma série de artigos do jornal Blitz sobre editoras da época.

- Candy Factory é uma etiqueta da Música Alternativa. Não tenho a certeza mas penso que se estreou com as reedições de Pop dell'arte. Ver as referências.

- Editora Cobra - elelmentos dos Mão Morta. Não sei se se estreou com o Caricias Malicias.

- Da Nova e Boom eram etiquetas da editora Nova. Fins dos anos 1970 e principio de 1980.

- Penso que a Difference e A Musiactiva tem a ver com a antiga Musica Alternativa.

- Discófilo - editora fundada por Tonicha, pelo marido e por Ary dos Santos. Demorou poucos anos. Ver blog sobre Tonicha. Lancou discos de Dalida, por exemplo.

- A Discossete existe desde os anos 80. Também chegou a chamar-se CD7. FOi comprada pela Espacial.

- El tatu - editora fundada por Tim já nos anos 1990. estreou-se com uma série de discos. Por aí chega-se à data.

- Em meados dos anos 1990 a Movieplay estava em grande força e criou etiquetas como a Fábrica dos Sons e a Skyfall.

- A Farol começou por estar ligada à Regiespectáculo. Nomes como Primitive Reason e Gaiteiros de Lisboa. Depois foi comprada pela Media Capital.

- Garagem editora de Marco Martins. Numa primeira fase lançou revistas e cd de música alternativa, Depois virou-se para alguma música mais dancável mas não demorou muito,

- Penso que a Guilda da Música era uma etiqueta.

- A Lemon estava ligada à agência União Lisboa.

- A Low Fly lançou alguns singles em vinil

- A Ocarina é uma agência que teve de editar discos. O mesmo com alguns estúdios como o Musicorde.

- Riso e Ritmo tem a ver com Raul Solnado e Armando Cortês.

- Rosa tem a ver com Vadeca. Vadeca era do grupo da Valentim de Carvalho.

- A Rossil já existia desde 70 e tal. Penso que o "Verde Vinho" foi dos primeiros discos,

- A Casa Sasseti deve ser mais antiga. Depois virou também editora.

- A Som é a Edisom formada em 1981 por antigos responsáveis da Rossil.

- A Telectra era a representante da RCA.

- A Transmédia existiu apenas na década de 1980. Depois o Nuno Rodrigues teve a MVM e a CNM.

- Trem Azul e Clean Feed não tem a ver com a mesma casa?

- A Videofono ou Vidiofono é originária da antiga Rossil.

Na wikipédia e em http://anos80.no.sapo.pt/editoras.htm tem mais alguns dados. Por exemplo a Sasseti fez 35 anos em 1983.A Transmédia começou em 1984, etc..

Eduardo F. disse...

Olá, amigo.

Obrigado pelas dicas.

A maior parte delas foram acrescentadas na lista.

Até breve.

edt disse...

Encontrei na net uma tese de Paula Abreu com muita informação sobre as primeiras editoras portuguesas. O que mais me chamou à atenção foi que Movieplay, Rádio Triunfo e Orfeu são coisas distintas. A partir de 80 e pouco é que passou a haver interligação entre elas. A RT concorria com a Valentim de Carvalho, desde os primórdios, e tinha uma fábrica de discos e etiquetas como a Melodia, Alvorada, etc. No início dos anos 80 um dos fundadores Rogério Leal morreu a a empresa foi comprada por José Serafim (Riso & Ritmo, Movieplay) e por Arnaldo Trindade (Orfeu). Houve algumas confusões e a Movieplay acabou por comprar tudo.

Eduardo F. disse...

Caro amigo, uma vez mais obrigado pelo comentário.

Queres partilhar a ligação dessa tese?

Obrigado.
:)

edt disse...

https://estudogeral.sib.uc.pt/jspui/bitstream/10316/13832/1/Tese%20Paula%20Abreu%202010.pdf

Tese

edt disse...

Só hoje vi a lista do Hélder Cardoso. A grande vantagem da sua é ter informações sobre as editoras. Não seria util juntar os conteúdos das duas listas?

Eduardo F. disse...

Amigo, tentei "sacar" a tese, mas não consegui...

Em relação à lista (ou à junção das informações, vou enviar-lhe uma mensagem.

Obrigado pela sugestão, notas e comentários até agora.

:)

edt disse...

procure por "rádio triunfo"+"rogério leal" no google aparece um ficheiro em pdf que é a tese acima referida.

Eduardo F. disse...

:)

Obrigado!

:)

Irei ler com atenção.

Abraço e, mais uma vez, obrigado.